Prevenção e combate a hipertensão

A hipertensão, popularmente conhecida como pressão alta, é uma doença silenciosa e perigosa, que pode acometer homens e mulheres, das mais diversas faixas etárias, porém, sendo mais comum após os 60 anos.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Hipertensão, uma a cada 4 pessoas adultas tem hipertensão, em média 25% da população brasileira adulta.

 

Entenda a hipertensão

 

É considerada hipertensa a pessoa que apresenta sistematicamente a pressão arterial maior ou igual a 14 por 9. De forma simplista, apenas para entendimento, quando o coração bate ele bombeia sangue para o corpo, essa pressão feita para a circulação é que mostra se o processo está normal ou não, sendo a pressão sistólica quando o coração contrai e bombeia o sangue, e a diastólica, quando ele está em repouso.

Nesse processo, quanto mais “obstáculos” tiver no caminho maior será a pressão para que o sangue circule, causando a hipertensão.

A consequência disso pode ser sentida nos vasos – que ficam endurecidos e estreitados; e, com o tempo, podem entupir e romper.

Os danos podem ser sentidos no coração – angina; nos rins – paralisações; e no cérebro – Acidente Vascular Cerebral (AVC).

 

Quem pode ter hipertensão

 

A hipertensão pode ser causada pelo envelhecimento natural, por isso é mais comum em pessoas com mais de 60 anos.

No entanto, existem outros fatores que potencializam a ocorrência. Entre eles estão:

  • a obesidade,
  • o tabagismo,
  • o alcoolismo,
  • o sedentarismo,
  • o estresse,
  • o consumo excessivo de sódio, e
  • a herança genética.

 

Como evitar ou cuidar da hipertensão

 

Todo o cuidado é pouco. Confira algumas dicas para evitar ou controlar a hipertensão:

 

  • Manter uma alimentação saudável, rica em frutas, verduras, legumes – alimentos naturais.
  • Evitar ao máximo alimentos industrializados e com muito sódio.
  • Praticar atividades físicas, conforme recomendação médica.
  • Fazer o controle adequado com o médico.
  • Fazer o uso adequado de medicamento, conforme prescrição médica.
  • Periodicamente fazer a medição da pressão.
  • Evitar o consumo de bebida alcoolica.
  • Parar de fumar.
  • Evitar o estresse e buscar ter uma vida mais equilibrada.
  • Pelo menos uma vez ao ano fazer o check-up vascular.

 

Por Dr. Gustavo Franklin – Angiologista e Cirurgião Vascular

Gravidez provoca varizes?

Essa é mais uma dúvida comum que recebo em meu consultório. Muitas mulheres querem saber se a gravidez provoca, ou não, varizes e vasinhos.

Embora não seja a principal,  gravidez também está entre as causas das varizes e dos vasinhos, estando associada à origem genética – que é a causa central; e outros fatores que podem potencializar as ocorrências:

– Problemas de circulação,

– Sedentarismo,

– Alcoolismo,

– Tabagismo,

– Tratamentos hormonais,

– Uso de pílulas anticoncepcionais,

– Entre outros.

 

Como a gravidez pode causar varizes e vasinhos?

 

A gravidez aumenta a probabilidade de ocorrência de varizes e vasinhos em virtude das seguintes questões:

 

– Ganho de peso, que interfere na circulação de sangue;

– Aumento da produção de sangue – para a mãe e para o bebê;

– Pressão que o útero faz sobre os vasos pélvicos;

– Relaxamento na parede dos vasos por causa do aumento dos níveis de progesterona.

 

 

 

É possível evitar?

 

Quando a mulher já tem conhecimento sobre casos de doenças vasculares na família, ela precisará redobrar os cuidados em sua gravidez.

Manter a hidratação, fazer atividades físicas adequadas, ter uma alimentação equilibrada e fazer o acompanhamento adequado com o médico são algumas das dicas que podem ajudar a diminuir as probabilidades.

Além disso, poderá  ser recomendado o uso de meias compressivas e o acompanhamento com médico especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular.

E, para quem não se cuidou como deveria durante a gravidez, e está sofrendo com as varizes e vasinhos, a dica é agendar uma consulta com um Angiologista para que ele possa realizar a avaliação e indicar a melhor forma de tratamento.

 

Leia mais

 

Para saber mais sobre varizes – CLIQUE AQUI

Mais informações sobre vasinhos você também pode encontrar AQUI